A redação

O Coritiba realmente abalou bangú o mundo inteiro com sua série de vitórias em 2011. Com fama internacional, o clube do Alto da Glória não cansa de receber honrarias e homenagens nas mais variadas mídias. Agora foi a vez da poderosa DC Comics (produtora dos quadrinhos de heróis como Superman, Batman e outros) render sua singela homenagem ao verdão. A empresa anunciou que seu herói Lanterna Verde (mascote do Coritiba) será homossexual, em homenagem à bela comemoração de Rafael Silva e Demerson com um selinho na luta contra o preconceito no futebol.

Rafael Silva e Demerson: do futebol para os quadrinhos

“Ficamos pensando numa forma de homenagear o clube usando o herói que os representa” – disse a presidente da DC, Diane Nelson, ao Investidor. “A princípio, cogitamos mudar o nome do herói pra Lanterna Alvinegra” – relata. Também foi estudado pela DC criar uma mascote pro Lanterna Verde, o Golfinho Verde, que teria o superpoder de ressuscitar o Lanterna Verde a cada dois anos.

Notícias relacionadas:

– Lanterna Verde terá novo superpoder de destruiu um estádio inteiro com as próprias mãos

– Super-herói Robin vai ser torcedor do Coritiba nos quadrinhos do Batman

– The Flash também terá edição especial em homenagem às rápidas passagens do Coritiba pela série A

E as novidades não param por aí. A DC prometeu uma surpresa ainda mais especial para os torcedores do Coritiba. Visando bater de frente com a rival Marvel e seu mais recente sucesso no cinema, Os Vingadores, a DC anunciou que a Liga da Justiça terá seu nome mudado para Liga da Isonomia e terá como primeiro vilão nas telonas o maléfico Máscara Rubro-Negra. A sede da Liga será o terceiro anel do Novo Couto, que será invisível igual ao jato da Mulher-Maravilha.

Anúncios

A redação

O desespero começou a bater à porta do Atlético no ano de 2012. Após perder a liderança do Campeonato Paranaense e ver a diretoria do Coritiba ir para a Holanda fumar um baseado e ver puta na vitrine em busca de um modelo e de um investidor para o Novo Couto, o clube da Baixada teve que suportar a vergonha de não ter dinheiro para pagar o aluguel de uma perfuratriz – fato que pode parar completamente o andamento dos trabalhos e abrir brecha pro novo estádio coxa-branca virar, definitivamente, o Plano A para a Copa 2014 em Curitiba.

Nem com ajuda do governador-escavador-minerador o Atlético consegue tocar a obra

Segundo apurou a redação do Investidor, a máquina pertence à empresa Vilsonsc, de Santa Catarina (sede em Joinville), que além de prestar serviços pro estádio do Atlético, também está envolvido em outras obras pra Copa 2014, como por exemplo, o sistema de esgoto do Couto Pereira. Segundo o dono da empresa, Vilson Roçadeira, o Atlético deveria pagar R$ 250 mil por dia de locação do trator, pois se trata de uma máquina muito grande, trepidante, e com fedor de urina, o que encarece um pouco o preço do aluguel. Ainda há uma taxa adicional quando chamarem a Vilsonsc de Golfinhosc, nome fantasia da empresa. Os contadores da redação do Investidor Estrangeiro chegaram à conclusão que o Atlético deve para a empresa catarinense algo entre 100 reais e 2 bilhões de dólares.

Notícias relacionadas:

– Coritiba contrata soldados vietnamitas para escavarem buracos do Couto Pereira sem usar perfuratriz

– Vietcongues são intimidados pela torcida do Coritiba e pedem pra voltar pra sua terra

Cabeças já rolaram dentre os responsáveis pela obra graças a este incidente da falta de pagamento, como por exemplo, o Arquiteto formado em Engenharia Civil pela Universidade de Direito da Contabilidade Econômica Médica de Curitiba, Flávio Vaz. O repórter Jair Salva também apurou que o elenco do Atlético estaria rachado graças aos incidentes com a máquina, sendo Paulo Baier o líder da panela.

A redação

Nem a virada do ano foi o suficiente pra parar as sucessivas vergonhas impostas pelo Atlético ao futebol do estado. Após empurrar goela abaixo dos cidadãos paranaenses a construção de seu estádio com o dinheiro público, o Atlético agora conta com o apoio da Federação Paranaense de Futebol para consolidar suas falcatruas. O clube da Baixada escolheu o Majestoso Couto Pereira para mandar os seus jogos durante as reformas ilegais do estádio atleticano e, diante da óbvia negativa da diretoria alviverde – que não aceita, nunca aceitou e jamais aceitará torcedores civilizados freqüentando o Couto Pereira – recorreu à suja e rasteira entidade máxima do futebol do estado para alcançar seus objetivos.

Couto Pereira: antes, palco de horror e sanguinolência. Agora será vergonhosamente local de manifestações de uma torcida que grita pelo seu time

“Eu não acredito no ofício que recebi até agora!” – afirma o presidente do Coritiba, Vilson Ribeiro – “Nós cuidamos do nosso estádio com tanto carinho… Reformamos tudo, instalamos cadeiras facilmente quebráveis pra ajudar nossos torcedores marginais, investimos nossa urina durante anos nas paredes do Couto pra chegar a Federação e nos obrigar a alugar o Couto por apenas 30 mil reais por jogo. 30 mil reais é o que ganha por hora o porteiro da casa do roupeiro do time sub-18 do Coritiba. Só com a receita de 0,0005% dos nossos sócios, já ganhamos, por dia, 10 vezes mais do que isso.” – protesta.

Notícias relacionadas:

– Especialista afirma: “Mendigos que moram debaixo da ponte pagam mais do que R$ 30.000,00 de aluguel”

– Após chamar Coritiba de golfinho, Petraglia e Atlético terão de pagar 47 centavos a mais por jogo, diz Vilson Ribeiro

– Aluguel de estádio em Joinville custa mais caro do que aluguel do Couto Pereira

A torcida do Coritiba também ficou na bronca com a Federação e promete uma mega mobilização para protestar. Mais de 2 bilhões de pessoas (32% do número de sócios do Coritiba, aproximadamente) estarão no Couto Pereira pra dar um mega abraço no estádio. Com o total de pessoas que estarão lá, estima-se que o abraço dará 49 voltas ao redor do universo inteiro, e entrará para o Guinness como “Maior abraço coletivo em uma estrutura comprometida pelo tempo e pela ação de bactérias urinárias do universo”. O Coritiba, ainda, entrará na justiça pra tentar retomar o Couto Pereira. Como principal argumento, a defesa do Coritiba usará o fato de que quem tem que emprestar a Arena pro Coritiba é o Atlético, já que no fim das contas é o Novo Couto que será o estádio da Copa.

A redação

Mesmo a pouquíssimos dias do fim de 2011 ainda houve tempo para o Atlético, mancomunado com a prefeitura de Curitiba, fazer mais uma patacoada e estragar o fim de ano dos pobres moradores do entorno do estádio atleticano. Às vésperas do natal, o que os vizinhos da Arena receberam de presente foi nada mais nada menos do que um decreto de desapropriação de suas casas.

Papai Noel atleticano estraga natal dos vizinhos da Arena

“O Papai Noel entrou pela chaminé da minha casa e a primeira coisa que estranhei foi que ele estava com roupa vermelha e preta, ao invés do tradicional vermelho e branco” – diz Vilsinho, 10 anos, vizinho da Arena e frustrado com a visita do Papai Noel à sua casa. “Depois ele botou a mão no saco de presentes, tirou de lá de dentro um papel e pediu pra que eu entregasse pra minha mãe… Me disse ‘HO HO HO, se fode aí piazão sem teto!!’ e então saiu da minha casa voando num trenó puxado por poodles” – afirma.

Como única alegria nesse natal, os moradores terão o consolo de se sentirem vingados, pois mesmo com as desapropriações, a copa será definitivamente sediada pelo novo estádio do Coritiba. O presidente do clube fechou as tratativas e comprou o terreno do antigo Clube do Golfinho, pela identificação que o mesmo possui com o verdão. “Compramos o terreno do Clube do Golfinho e lá vamos construir o tão sonhado Novo Couto, porém manteremos as piscinas ativas para que os jogadores possam treinar nado, já que a região do novo CT do Coritiba alaga durante o período de chuvas (de janeiro a dezembro), dificultando os acessos.” – diz o dirigente. “Quando finalmente terminado o nosso complexo esportivo, não só teremos o mais moderno estádio como manteremos o clube para nossos 2 bilhões de associados*, porém vamos rebatizá-lo para Clube da Luta em homenagem aos guerreiros gladiadores sanguinolentos invasores de estádio da nação coxa-branca” – finaliza.

*números atualizados hoje, há 25 segundos atrás, para garantir que este número não subiu em 50% até a publicação desta matéria.**

**enquanto escrevíamos esta nota de rodapé, o número já subiu em 50%