A redação

Após um período de “recesso” do assunto Copa do Mundo, finalmente o Coritiba agiu e surpreendeu a todos dando início à rasteira histórica que vai levar o evento para o estádio Couto Pereira. Nesta semana, começaram a chegar ao Alto da Glória os materiais para execução do projeto do Novo Couto.

 

Coritiba começa a fazer o sonho se tornar realidade

 

“É um momento de muita alegria pra nós.” – afirma Vilson Ribeiro. “Vamos começar a obra pela parte mais importante, que é o esgoto, pra limpar as cagadas que a gente vem fazendo desde 2005” – disse. “E além do mais, vamos fazer um sistema de captação de goteiras de mijo nas arquibancadas que vai nos custar mais ou menos 150 milhões de libras esterlinas, ou 1% da nossa cota de TV” – finaliza. O projeto do sistema de captação de goteiras de mijo, no entanto, pode ficar comprometido, pois não existem canos de adamantium no mercado.

 Enquanto isso, na Arena…

…as obras dão lugar à selvageria. Tudo que pode ser verificado, conforme imagens que vem sendo divulgadas na internet, são os setores do estádio sendo depredados. Lógico, numa tentativa barata de imitar o verdão, mas contando com a vista grossa feita pelo promotor Poodle Schmidt, que misteriosamente não faz nada a respeito das cenas vergonhosas fotografadas na Arena. O blog Investidor Estrangeiro traz algumas imagens comprometedoras pra você, leitor:

Atleticanos arrancaram as cadeiras de seu estádio e as atiraram longe, numa tentativa de imitar o verdão

Alguns torcedores mais exaltados alugaram um caminhão pra depredar ainda mais o próprio estádio

 

Nem o telhado do estádio foi poupado pelos marginais atleticanos

Anúncios

A redação

Esta semana foi de grandes novidades – ou não tão grandes – no futebol paranaense com o lançamento dos novos uniformes da dupla AtleTIBA para a temporada 2012.

Como é de conhecimento de todos, após a vitoriosa campanha do paranaense 2011, o Coritiba passou a ser famoso no mundo inteiro por seu feito ter entrado pro Guinness Book. Com tamanha publicidade, a Nike, maior fabricante de materiais esportivos do mundo, se interessou por investir no clube alviverde. As tratativas foram demoradas, pois a diretoria coxa-branca achou que o valor de 180 milhões por mês oferecido pela empresa era muito baixo pra estampar a marca da Nike no valioso uniforme do verdão, mas em um ato de amor ao próximo o diretor Vilson Ribeiro cedeu e fechou o contrato.

No evento de lançamento das camisas do Coritiba, a Nike aproveitou o gancho e também divulgou uniformes de equipes secundárias como a Seleção Brasileira, o Santos e o Inter, de olho na visibilidade que o Coxa oferecia ao evento.

E os uniformes não deixaram a desejar. A Nike apresentou um modelo inovador, todo branco e com duas listras verdes na horizontal, na altura do peito. O símbolo do Coritiba fica no meio do peito, sobre as duas faixas. Pra completar o design da camisa, o patrocínio da BMG reforça as cores do clube – que de acordo com o estatuto são: branca, verde, cinza (meiões), preto (uniforme 2), azul (uniforme 3) e laranja (símbolo do BMG). Eventualmente, com patrocínio da Claro ou da Sanyo, pode haver vermelho na camisa.

Coritiba lança seus uniformes da temporada 2012

O uniforme é uma homenagem da Nike ao histórico fardamento da equipe campeã do Festival de Futebol, que era branco, com duas listras verdes na horizontal na altura do peito e o símbolo no meio do peito sobre as duas faixas. Uma inovação criada na época pra se libertar do então tradicional uniforme branco, com duas listras verdes na horizontal na altura do peito e o símbolo no meio do peito sobre as duas faixas.

Notícias relacionadas:

 – BMG pagará R$ 2,50 por cm² ocupado na camisa do Coritiba

– BMG pede concordata ao governo

– Uniforme do Coritiba entra pro Guinness como “Maior outdoor em movimento do mundo”

Já o Atlético lançou seu uniforme sem nenhum alarde, dado o pouco interesse da mídia. Postando algumas fotos na internet, o clube se limitou a mostrar “online” seu uniforme que, mais uma vez, apela pro clichê e imita o Milan, da Itália. A cópia pode ser facilmente flagrada ao ver que o uniforme atleticano possui listras rubro-negras na vertical – patente registrada pelo clube milanês. O clube lançou ainda seu uniforme número dois, predominantemente branco com listras rubro-negras na vertical ao lado esquerdo, também copiando o modelo 2 da camisa do Milan da temporada 1963/1964.

A diretoria atleticana, para evitar acusações de plágio, chegou a cogitar outros modelos e uniforme, dentre os quais um uniforme vermelho, com uma faixa preta cruzada no peito. Mas seria acusado de plágio pelo Vasco da Gama. Também pensaram em um uniforme com listras horizontais, mas neste caso o plágio seria da camisa do Flamengo. Por fim, a diretoria pensou em um uniforme com curvas em vermelho, mas a Sadia ameaçou entrar na justiça contra o Atlético, que optou então por copiar o que já vinha copiando anteriormente.

Lá vem o CAP…

Fevereiro 2, 2012

Professor Zê

…CAP aqui CAP acolá. Lá vem o CAP para ver o que é que há.

Bem, antes de tudo, um bom ano para todos nós. Aproveitei o período de festividades para dar uma recarregada nas baterias. Nada que a energia da água do mar de Guaratuba não resolva. Como se não bastasse, exercitei-me com cotidianos passeinhos na Avenida, tomei vários sucos no prédio redondo e enfrentei o Ferry-Boat para visitar meus parentes em Caiobá. Ainda não distribuí as lembrancinhas de madeira, tecido e conchas que comprei perto da Igreja – é muita coisa e têm algumas malas a serem desfeitas. Ou seja, mais um ano que passa e se, no ano novo, a esperança que temos é de que algo mude, parece que nas férias de janeiro já notamos que tudo continua igual.  Por isso carimbei tal curioso título em minha coluna.

No futebol, pois, o Atlético, não estando cansado de protagonizar vexames em 2011, continua aprontando das suas, agora no desconforto da segunda divisão. Truculência é aquilo que define tudo que sai daquele lado. Em vez de sustentar uma política de boa vizinhança com os outros paranaenses, o clube da Baixada mostra, pintando o caneco, ser o clube das baixezas. Surrando a galinha, obriga o Coritiba a ceder estádio via judiciário, clube que era contra a vinda da Copa. Batendo no marreco, fica de bravatas com o presidente do Paraná, via site oficial. Pulando no poleiro, acaba jogando no Ecoestádio em vez de pagar valores justos aos coirmãos da capital. No pé do cavalo, pois, não fica. Levou um coice da liminar. Criou um galo na consciência.

Comeu um pedaço não só de jenipapo, mas dos recursos que iriam para escola, saúde, educação e investimentos em nossa sociedade, via IPTU. Ficou engasgado com a resistência de honestos paranaenses, que entoaram todos os seus hinos gloriosos contra as injustiças. E a dor no papo só aumentava de tanto gargantear que estavam pensando no futebol do Estado, quando, na verdade, queriam garantir uma renda extra para competir com o Coritiba – time que ficou muito mais rico, honestamente, graças a uma negociação genial com a Globo de direitos de transmissão cujos valores crescem exponencialmente.

Caiu no poço de suas tramoias direto para uma divisão inferior, mas ainda assim não quis reconhecer que a grandeza de seu irmão, que pegou de volta o papel de time da Elite do brasileiro, merecia um apreço e uma consideração pelo seu tremendo estádio. Quebrou a tigela de recursos reais para nossa sociedade quando, fazendo tantas o moço, conseguiu afastar todos os investidores estrangeiros de nosso Estado. Por pura politicagem, nossos supostos representantes apoiaram o projeto da Arena e ignoraram todos os outros 302 projetos encabeçados pelo vovô Coxa. Quais as chances de isso acontecer se as cartas não estivessem marcadas?

Agora é saber se nossa história acaba com a mesma justiça que a música. Chegará a panela?

E o Paraná Clube?

Não é uma pergunta retórica. Acho que estou desinformado mesmo. E o Paraná Clube?

(Professor Zê é Bicho do Paraná.  Nasceu bebendo leitE quentE, passou a adolescência comendo vina e levando seu penal para todo lugar, pois nunca deixou de estudar. Hoje, consolidado em sua área, carrega suas origens como uma mãe zelosa cuida de seu filho. Catedrático bem conhecido em todo o perímetro paranaense, apaixonado pelo contexto esportivo local e pelas cores da bandeira de nosso estado, faz questão de levar nossos grandes nomes e cânones em suas constantes palestras internacionais).

A redação

Nem a virada do ano foi o suficiente pra parar as sucessivas vergonhas impostas pelo Atlético ao futebol do estado. Após empurrar goela abaixo dos cidadãos paranaenses a construção de seu estádio com o dinheiro público, o Atlético agora conta com o apoio da Federação Paranaense de Futebol para consolidar suas falcatruas. O clube da Baixada escolheu o Majestoso Couto Pereira para mandar os seus jogos durante as reformas ilegais do estádio atleticano e, diante da óbvia negativa da diretoria alviverde – que não aceita, nunca aceitou e jamais aceitará torcedores civilizados freqüentando o Couto Pereira – recorreu à suja e rasteira entidade máxima do futebol do estado para alcançar seus objetivos.

Couto Pereira: antes, palco de horror e sanguinolência. Agora será vergonhosamente local de manifestações de uma torcida que grita pelo seu time

“Eu não acredito no ofício que recebi até agora!” – afirma o presidente do Coritiba, Vilson Ribeiro – “Nós cuidamos do nosso estádio com tanto carinho… Reformamos tudo, instalamos cadeiras facilmente quebráveis pra ajudar nossos torcedores marginais, investimos nossa urina durante anos nas paredes do Couto pra chegar a Federação e nos obrigar a alugar o Couto por apenas 30 mil reais por jogo. 30 mil reais é o que ganha por hora o porteiro da casa do roupeiro do time sub-18 do Coritiba. Só com a receita de 0,0005% dos nossos sócios, já ganhamos, por dia, 10 vezes mais do que isso.” – protesta.

Notícias relacionadas:

– Especialista afirma: “Mendigos que moram debaixo da ponte pagam mais do que R$ 30.000,00 de aluguel”

– Após chamar Coritiba de golfinho, Petraglia e Atlético terão de pagar 47 centavos a mais por jogo, diz Vilson Ribeiro

– Aluguel de estádio em Joinville custa mais caro do que aluguel do Couto Pereira

A torcida do Coritiba também ficou na bronca com a Federação e promete uma mega mobilização para protestar. Mais de 2 bilhões de pessoas (32% do número de sócios do Coritiba, aproximadamente) estarão no Couto Pereira pra dar um mega abraço no estádio. Com o total de pessoas que estarão lá, estima-se que o abraço dará 49 voltas ao redor do universo inteiro, e entrará para o Guinness como “Maior abraço coletivo em uma estrutura comprometida pelo tempo e pela ação de bactérias urinárias do universo”. O Coritiba, ainda, entrará na justiça pra tentar retomar o Couto Pereira. Como principal argumento, a defesa do Coritiba usará o fato de que quem tem que emprestar a Arena pro Coritiba é o Atlético, já que no fim das contas é o Novo Couto que será o estádio da Copa.

A redação

A diretoria do Coritiba, num ato de extrema sagacidade e bom humor, sacaneou seu rival fazendo-o acreditar que a Copa realmente aconteceria em seu estádio. No entanto, Vilson Ribeiro guardou para os 45 do segundo tempo o plano D, que será definitivamente o plano que colocará a Copa em seu devido lugar, longe do dinheiro do povo e num estádio totalmente financiado por uma empresa estatal, ou seja, que não tem nada a ver com o dinheiro público.

Novo Couto mistura design de casino com posto de gasolina

“Estávamos apenas fazendo-os acreditar que realmente não sabíamos dos supostos contratempos do Pinheirão e da Rui Barbosa, apenas para ser mais divertido tirarmos o doce da boca deles” – afirmou em êxtase o dirigente. “Agora temos essa parceria grandiosa que nos dará o estádio novo com dinheiro limpo e estatizado, que em nada tem a ver com o dinheiro sujo do IPTU e da Copel, usados pra construção do Barnabézão”.

Notícias relacionadas:

– Caderno de encargos da FIFA prevê que estádios da Copa precisam parecer com posto de gasolina

– Classificados: contrata-se frentista para trabalhar na região do Alto da Glória

– Ações da Petrobrás disparam com notícia da parceria com o verdão e valor da empresa já chega a 35 bilhões de reais (quase 23% do valor das cotas de TV do Coritiba)

O novo estádio coxa branca trará ainda muitas novidades para os mais de 40 milhões de sócios do verdão, dentre elas, bombas de reabastecimento de combustível, reabastecimento de papel e também reabastecimento de pedaços de pau para eventos festivos.

Pra finalizar com chave de ouro esta semana gloriosa para o Coritiba, o Atlético descobriu um poço de petróleo durante as escavações (que ocorrem em ritmo lento) na Arena. Isso faz com o que o terreno seja confiscado, ironicamente, pelo novo investidor estrangeiro do Brasil, que irá doá-lo pro SVD (Sindicato das Velhinhas Desapropriadas), numa ação social de grandiosidade sem precedentes na história do país.

A redação

O Atlético não para de dar vexame na temporada 2011. Já não bastasse a campanha medíocre no campeonato paranaense, sendo massacrado pela máquina alvi-verde-cinza-negra-púrpura-ciano e da vergonhosa lanterna da competição até a última rodada, quando venceu o Santos na base da sorte, agora o Atlético provocou a ira de profissionais dos mais diferentes conselhos de classe.

O primeiro a se manifestar foi o Conselho Regional de Psicologia do Paraná. Os responsáveis pelo conselho, que ânus anos atrás já haviam ficado exaltados com as declarações do ex-técnico Givanildo Oliveira que chamava psicologia de macumba, agora exigem uma retratação do clube pelas declarações de Renato Gaúcho que afirmou que era o melhor psicólogo do Atlético, faltando com respeito ao profissional Gilberto Gaertner, que mostrou um grande trabalho desde que chegou ao Atlético, haja visto a grande estrutura psicológica demonstrada pelo elenco atleticano ao longo do ano.

Rafael Santos - a imagem do preparo psicológico dos jogadores do Atlético

Além da retratação, o conselho ameaça processar o clube exigindo uma multa de aproximadamente 25 bilhões de libras, ou seja, aproximadamente metade da cota recebida pelo Coritiba para disputa da série A.

Notícias relacionadas:

– Vilson Ribeiro se reúne hoje com Obama para negociar empréstimo do verdão para os EUA e evitar o calote norte-americano

– Caso Vasco vença sulamericana, Estudiantes de La Plata seja vice, Liverpool do Uruguai seja terceiro e astros da galáxia de Andrômeda se alinhem, Coritiba pode ser beneficiado com vaga pra libertadores de 2074, desde que vença o brasileiro de 2073

O segundo conselho a se manifestar contra o Atlético foi o Conselho Nacional dos Macumbeiros e Saravázistas. Segundo o presidente da entidade (sic), Nêgo Prêto Fumadô, “é um absurdo que o Atlético tenha permitido que o Givanildo MAHAMMAAAEAEAE PEPEPEPE OOOOOOOOOO HMMMMMM NEGO VÉIO!!! TEM TRABAIO NESSI CLUBI OOOOI!! TEM MUITA DOR, TEM MUITU SOFRIMENTCHU!!! SUNCÊ PRICISA DI TÊ MUITA FÉ!!!111”.

Por fim, o Conselho Regional dos Presidentes do Coritiba também se manifestou na figura de Vilson Ribeiro, reclamando do possível uso do Couto Pereira pelo Atlético durante as obras na Arena pra receber a copa do mundo. (Veja infográfico que mostra o quanto de verba pública será desviado para a obra e opine: você considera que o melhor plano para a copa em Curitiba é a Arena ou o Novo Pinheirão apresentado ontem por Onaireves direto da sua cela com transmissão em HD pela RPC?). “É um absurdo que uma torcida civilizada e ordeira como a do Atlético tenha o direito de pisar no Couto Pereira” – protesta Vilson. “O Couto sempre foi palco de grandes selvagerias e é no mínimo uma falta de respeito com os animais da nossa torcida que torcedores que não sejam primatas invadam nosso território sagrado”, finaliza.

Leonardo Mente Júnior

“O Coritiba precisaria sair de um ativo de R$ 150 milhões para R$ 400 milhões de receita anual. Se não for assim, não interessa”.

Impressionante e polêmica a declaração do vice-presidente do Coritiba, Vilsaço Carai de Aço ao jornalista Leonardo Mente Junior, ao se esquivar de perguntas sobre o novo estádio, que a diretoria do Clube estaria negociando com um investidor estrangeiro.

Nossa produção conseguiu rápida entrevista com o mandatário nazi-verde (na sala de embarque do Aeroporto Afonso Pena, antes de embarcar à Turquia para repatriar o ídolo Alex), para que explicasse a fórmula pela qual a receita do clube aumentará 175% com o auxílio do investidor estrangeiro.

LMJ: Vilsão, por favor, esclareça à noss… digo, torcida do verdão a engenharia financeira ajustada com o investidor estrangeiro.
Vilsão: É simples. Faremos muito dinheiro. Nosso investidor não deseja revelar o segredo, mas posso adiantar que será uma revolução no mundo da macro-micro-média-economia-financeira-aplicada.

LMJ: E por revolução, o Sr. quer dizer…
Vilsão: Revolução, mesmo… coisa nova, inédita, entendeu?

LMJ: Para ser franco, ainda não…
Vilsão: Bem, em poucas palavras e sem revelar detalhes, só posso dizer que contratamos John Forbes Nash (interpretado por Russel Crowe no filme Uma Mente Brilhante), para aplicar sua Teoria do Equilibrium no futebol. Aos 83 anos, ele ainda tem o CÉLEBRO de um piá universitário andando de Ligeirinho.

LMJ: Conte mais, conte mais…
Vilsão: John Nash nos procurou na segunda-feira após o nosso mais recente rebaixamento, quando a PM invadiu o Tremendão e tentou matar a torcida que nunca abandona. Ele disse que aquela situação era tão caótica, que poderia servir para sua tese de pós-doutorado-plus na universidade de Washington-Princeton, Alabama, HWAII5.0.

LMJ: Mas o Coxa deve ter ficado surpreso com o interesse de um ganhador do Prêmio Nobel…
Vilsão: Sem querer desmerecer o Nash, que é um gênio, mas ele era o nosso plano C.

LMJ: Como assim? Quem eram Plano A e Plano B?
Vilsão: Todos sabem que negociamos com o Petraglia a Arena ATLE-tiba… bem, eu prefiro chamar de Arena CORI-ético…. é melhor para o marketing…. mas voltando ao assunto, a torcida do Atrético não aceitou e congelamos as tratativas. O plano B, cujo nome não posso revelar em virtude de recente falecimento, não pôde prosseguir por conta de um câncer de pâncreas. Mas era um gênio da informática.

LMJ: E quanto ao novo estádio, se Grêmio, Palmeiras e Inter-RS, times grandes, tiveram de se render às construtoras, dividindo grande parte das receitas dos novos estádios, qual a mágica utilizada pelo Coritiba para ficar com praticamente toda a receita?
Vilsão (já embarcando no vôo 171 da Emirates): Foi simples, Léo. Dissemos um sonoro NÃO, coisa que os ditos times grandes não tiveram a coragem de fazer…. eles também não têm coragem de matar PM’s, nem de ir aos jogos no Couto, com medo da arquibancada ceder…. Enfim, ser coxa-branca é, como diz nosso ídolo Ricky Martin: Living la vida loca.

A redação

O Atlético fechou hoje, com a rede Globo, a venda dos direitos de transmissão dos jogos do clube pelas próximas 3 temporadas. O valor foi divulgado pela diretoria rubro-negra e deve girar em torno de 52 milhões de reais. Uma fonte confiável – que a Gazeta chamará de Virso Ree Bay Ro pra ocultar sua identidade – afirmou que esse valor, porém, é aproximadamente 6 vezes menor que o rival Coritiba, que especula-se que receberá algo entre 30 milhões de reais e 1 bilhão de euros.

“Juntando a receita da TV com o patrocínio da J. Malucelli provavelmente o Coxa entrará no patamar financeiro do Barcelona, que era a única coisa que faltava, já que o time em campo está jogando até melhor” – afirma Virso. “Agora estamos adiantando por volta de 500 milhões de reais pra comprar tudo em papel higiênico e pisca-pisca pra acender quando a Portuguesa entrar em campo”.

Pelos lados da baixada, os diretores comemoram por não ficarem tão longe da receita do rival, que fez por merecer o valor 9 vezes maior:

“Ficamos felizes por não ficar tão atrás do Coxa. Não é fácil competir com um time que tem contribuído tanto pra melhorar o nível da nossa série B nos últimos anos. E além do mais, o Coritiba tem o projeto de repatriar o Alex, o que seria um aumento significativo na qualidade técnica do brasileirão, fechando a tríade sagrada do futebol arte: Ronaldinho Gaúcho, Adriano e Alex. Acho que eles merecem receber mais pra conseguirem isso, pelo bem do futebol” diz Marcos Malucelli.

Mesmo recebendo 12 vezes menos que o rival, Marcos Malucelli afirma que o Atlético ainda tem esperanças de fazer bonito nas próximas temporadas: “Vamos torcer pro Alex se lesionar, senão não tem nem como querer competir. Caso isso aconteça, acredito sim que podemos ser pelo menos vice-campeões do paranaense”, finaliza.

A redação

Enquanto na Arena meia dúzia de pedreiros desqualificados fazem um buraco no chão, o Coritiba dá um salto adiante na briga pela Copa 2014 . O sonho do novo estádio coxa-branca finalmente saiu do papel: na véspera do aniversário de 102 anos do maior clube do estado, a diretoria alviverde apresentou novos desenhos do projeto do Couto todos produzidos em softwares computacionais.

Estádio a ser usado na série A - Com as colunas em formato de "V", de Vilson Ribeiro

Estádio para jogos na série B - Será construída no lugar do Pinheirão, que foi comprado por R$ 1,45

Arena dos juniores - Multicolorida e preparando a nova geração de Alexes do verdão

“Com o nosso projeto saindo do papel para o software, ganhamos de dois lados: estamos agora mais próximos que o time lá de baixo de finalizar o estádio e economizamos papel pra jogar na entrada do adversário.” – diz o  presidente Vilson Ribeiro.

O Coritiba ainda inovou apresentando não só um, mas 3 projetos diferentes no mesmo dia. A quantidade tem explicação: um investidor estrangeiro pretende construir 3 arenas pro Coritiba, totalmente com dinheiro próprio, sem financiamento do governo e sem custos imediatos para o verdão – “Cobraremos apenas 1% do que for faturado na bilheteria, o que ia render aproximadamente 100 bilhões de libras por rodada, já que o Coritiba tem um quadro associativo de aproximadamente 1,5 bilhão de torcedores só em Curitiba” – diz o investidor que chamaremos apenas de V.Ribeiro de A. para ocultar sua identidade.

Cada um destes 3 estádios teria uma função. Um deles daria suporte aos jogos da equipe quando estiverem na série A. Este estádio possuiria sistema de segurança similar a de presídios de segurança máxima, com bloqueio de celular, cães farejadores, atiradores de elite, telas de arame farpado e arquibancadas de isopor para evitar que os torcedores consigam lesionar policiais com seus destroços. O estádio ainda teria um palco nos fundos reservado para os futuros shows do bicentenário do Coritiba, com Skank e Cláudia Leite (compre seus ingressos clicando aqui). O estádio seria chamado Alexsandro, em homenagem ao maior ídolo da história do clube.

Outro estádio seria para os jogos da equipe na série B. O estádio teria maior capacidade que o primeiro, haja vista que a torcida alviverde comparece mais nos jogos do time na segunda divisão, quando o ingresso custa uma lata de Nescau. O estádio se chamaria De Souza, em homenagem ao ídolo Alexsandro de Souza, que jogou no Coritiba.

Por fim, o terceiro estádio seria apenas para jogos dos juniores do Coritiba. O estádio se chamaria Alex, em homenagem ao únic… digo, ao melhor jogador revelado nas categorias de base do verdão, Alex, que jogou no Coritiba.

Notícias relacionadas:

– Baú do esporte: veja as melhores partidas de Alex pelo Coritiba

– Quiz do verdão: veja se você sabe tudo sobre a passagem do craque Alex pelo Coxa

Planejamento Financeiro 2012

Outubro 11, 2011

Por Leonardo Mente Junior

Financeiramente, 2012 promete ser um ano sem precedentes na história da Coritilônia.
Nem nos ânus anos de ouro, quando Evangelino (guru do Petraglia) montava máquinas que ganhavam campeonatos nacionais com saldo de gols negativo, o cenário era tão positivo.
Na Globo, nossa cota de TV alcança a marca de R$ 43.000.000,00 mensais, (fora PPV). Além disso, já temos acertado com a RPC R$ 3.000.000,00 por jogo do Campeonato Paranaense.
A parceria firmada com a OAS (na verdade, um investidor estrangeiro anônimo) que construirá a ARENA ISONOMIA totalmente de graça para nós e pagando todas as despesas do Tremendão, vai de vento em popa e temos tudo para montar um time forte, repatriando ídolos como Alex, Liedson, Alex, Aristizábal, Alex, Marciano e Alex.
Quem sabe, possamos ganhar a Libertadores e inscrever Dida no Mundial, numa sensacional e lucrativa jogada de marketing. De quebra, podemos tirar dos púdols o Top of Mind!
Também está em estudos a criação do Departamento de Valores Mobiliários da Colônia-nazi-verde, com a abertura de capital a acionistas nacionais, a fim de ampliar a origem de nossos investidores. O nome do papel coxa-branca na Bolsa de Valores ainda é segredo, mas uma fonte de águas de Lindóia adiantou que será votada pelos sócios entre as opções COCO1 e COCO2.
Enfim, Colônia, 2012 é nossa chance de conseguir vaga na Sulamericana em dois consecutivos e nada impede que consigamos passar da primeira fase de um campeonato internacional.
Afinal, se até o Paraná Clube já fez isso na Libertadores, nós podemos.