Luz pra todos?

Abril 8, 2012

A redação

Além do dinheiro suado do IPTU dos paranaenses, o Atlético contará com uma nova manobra política pra usar o dinheiro do povo na construção da Arena. A Copel irá doar dinheiro para que o Atlético compre e instale painéis de energia solar na Arena da Baixada, economizando assim milhões de reais com energia elétrica. A concessionária toca paralelamente outra proposta de mais de R$ 50 milhões para captar e distribuir energia solar no estado, mas sobre essa não vamos entrar em detalhes porque não causa polêmica.

Projeto de energia solar em Curitiba seria ineficiente, pois nunca tem sol

Os engenheiros eletricistas da redação (que não são muitos) fizeram os cálculos de quanto dinheiro o Atlético vai sugar dos cofres públicos. “Além do dinheiro investido para o projeto e instalação dos painéis, a Arena ainda vai gerar mais de 100 TWh anuais, o que vai colocar a geração do clube acima da Itaipú.” – afirma WAP, nosso profissional que prefere não se identificar. “Se o Atlético comercializar esta energia, pode faturar trilhões de reais por ano à custa do povo” – conclui.

Notícias relacionadas:

– Novo Couto terá sistema de geração de energia a partir da água da chuva, que será muito mais eficiente em Curitiba

– Caderno Economia traz gráficos de rentabilidade do investimento do seu IPTU e sua conta de luz

Mas, segundo o presidente do Coritiba, o clube do Alto da Glória continua à frente do coirmão na briga pela Copa do Mundo. Secretamente, o clube planeja com outra estatal – a Sanepar – um projeto de eficiência de esgoto e geração de energia a partir de urina no Couto Pereira. O projeto tornaria o Coritiba o maior produtor de energia elétrica do mundo, entrando mais uma vez para o Guinness.

Anúncios