A redação

O Atlético não para de dar vexame na temporada 2011. Já não bastasse a campanha medíocre no campeonato paranaense, sendo massacrado pela máquina alvi-verde-cinza-negra-púrpura-ciano e da vergonhosa lanterna da competição até a última rodada, quando venceu o Santos na base da sorte, agora o Atlético provocou a ira de profissionais dos mais diferentes conselhos de classe.

O primeiro a se manifestar foi o Conselho Regional de Psicologia do Paraná. Os responsáveis pelo conselho, que ânus anos atrás já haviam ficado exaltados com as declarações do ex-técnico Givanildo Oliveira que chamava psicologia de macumba, agora exigem uma retratação do clube pelas declarações de Renato Gaúcho que afirmou que era o melhor psicólogo do Atlético, faltando com respeito ao profissional Gilberto Gaertner, que mostrou um grande trabalho desde que chegou ao Atlético, haja visto a grande estrutura psicológica demonstrada pelo elenco atleticano ao longo do ano.

Rafael Santos - a imagem do preparo psicológico dos jogadores do Atlético

Além da retratação, o conselho ameaça processar o clube exigindo uma multa de aproximadamente 25 bilhões de libras, ou seja, aproximadamente metade da cota recebida pelo Coritiba para disputa da série A.

Notícias relacionadas:

– Vilson Ribeiro se reúne hoje com Obama para negociar empréstimo do verdão para os EUA e evitar o calote norte-americano

– Caso Vasco vença sulamericana, Estudiantes de La Plata seja vice, Liverpool do Uruguai seja terceiro e astros da galáxia de Andrômeda se alinhem, Coritiba pode ser beneficiado com vaga pra libertadores de 2074, desde que vença o brasileiro de 2073

O segundo conselho a se manifestar contra o Atlético foi o Conselho Nacional dos Macumbeiros e Saravázistas. Segundo o presidente da entidade (sic), Nêgo Prêto Fumadô, “é um absurdo que o Atlético tenha permitido que o Givanildo MAHAMMAAAEAEAE PEPEPEPE OOOOOOOOOO HMMMMMM NEGO VÉIO!!! TEM TRABAIO NESSI CLUBI OOOOI!! TEM MUITA DOR, TEM MUITU SOFRIMENTCHU!!! SUNCÊ PRICISA DI TÊ MUITA FÉ!!!111”.

Por fim, o Conselho Regional dos Presidentes do Coritiba também se manifestou na figura de Vilson Ribeiro, reclamando do possível uso do Couto Pereira pelo Atlético durante as obras na Arena pra receber a copa do mundo. (Veja infográfico que mostra o quanto de verba pública será desviado para a obra e opine: você considera que o melhor plano para a copa em Curitiba é a Arena ou o Novo Pinheirão apresentado ontem por Onaireves direto da sua cela com transmissão em HD pela RPC?). “É um absurdo que uma torcida civilizada e ordeira como a do Atlético tenha o direito de pisar no Couto Pereira” – protesta Vilson. “O Couto sempre foi palco de grandes selvagerias e é no mínimo uma falta de respeito com os animais da nossa torcida que torcedores que não sejam primatas invadam nosso território sagrado”, finaliza.

Anúncios

A redação

O Atlético fechou hoje, com a rede Globo, a venda dos direitos de transmissão dos jogos do clube pelas próximas 3 temporadas. O valor foi divulgado pela diretoria rubro-negra e deve girar em torno de 52 milhões de reais. Uma fonte confiável – que a Gazeta chamará de Virso Ree Bay Ro pra ocultar sua identidade – afirmou que esse valor, porém, é aproximadamente 6 vezes menor que o rival Coritiba, que especula-se que receberá algo entre 30 milhões de reais e 1 bilhão de euros.

“Juntando a receita da TV com o patrocínio da J. Malucelli provavelmente o Coxa entrará no patamar financeiro do Barcelona, que era a única coisa que faltava, já que o time em campo está jogando até melhor” – afirma Virso. “Agora estamos adiantando por volta de 500 milhões de reais pra comprar tudo em papel higiênico e pisca-pisca pra acender quando a Portuguesa entrar em campo”.

Pelos lados da baixada, os diretores comemoram por não ficarem tão longe da receita do rival, que fez por merecer o valor 9 vezes maior:

“Ficamos felizes por não ficar tão atrás do Coxa. Não é fácil competir com um time que tem contribuído tanto pra melhorar o nível da nossa série B nos últimos anos. E além do mais, o Coritiba tem o projeto de repatriar o Alex, o que seria um aumento significativo na qualidade técnica do brasileirão, fechando a tríade sagrada do futebol arte: Ronaldinho Gaúcho, Adriano e Alex. Acho que eles merecem receber mais pra conseguirem isso, pelo bem do futebol” diz Marcos Malucelli.

Mesmo recebendo 12 vezes menos que o rival, Marcos Malucelli afirma que o Atlético ainda tem esperanças de fazer bonito nas próximas temporadas: “Vamos torcer pro Alex se lesionar, senão não tem nem como querer competir. Caso isso aconteça, acredito sim que podemos ser pelo menos vice-campeões do paranaense”, finaliza.