A redação

Coronel é a alcunha de Petraglia para seus desafetos, mas esta alcunha se mostrou errada no dia de hoje. O correto seria chamá-lo de General. Isso porque em mais uma atitude vergonhosa da diretoria do Atlético, digna dos tempos da ditadura militar, um repórter deste isonômico site foi barrado num evento do clube promovido em São Paulo.

Imprensa paranaense mostra todo seu comprometimento com o evento, mas enfrenta censura do Atlético (clique na imagem ou olhe de perto para ampliar)

No evento ocorrido hoje, o clube anunciou sua parceria com a empresa de fundo de quintal AEG, responsável pela administração de quadras de bocha ao redor do mundo e que, a partir de 2013, irá gerir a Arena da Baixada, que está sendo levantada com dinheiro de todos nós (inclusive do nosso repórter que foi barrado, que acabou de comprar um terreno e pagou seu IPTU em dia).

Notícias relacionadas:

– Vilson promete coquetel e entrevista exclusiva para o site Investidor Estrangeiro no dia da inauguração do Novo Couto (31 de Fevereiro)

– Sindicato dos Jornalistas do Paraná emite carta de repúdio ao clube

– Carta do Sindicato dos Jornalistas é avaliada com nota 2 no Enem e redator só consegue bolsa de 50% na Facinter

O site deixa aqui seu mimimi repúdio à atitude ditatorial do presidente do Atlético. Nós fomos o veículo de comunicação que mais abordou a Copa do Mundo em Curitiba no último ano e nos sentimos profundamente tristes com tamanha falta de gratidão do Atlético. Esperamos poder, futuramente, celebrar este grandioso evento em Curitiba fazendo uma cobertura exclusiva dos jogos com link ao vivo do Alto da Glória ou do Pinheirão, se Deus Vilson quiser.

 

 

Anúncios

A redação

O ano nem terminou, mas as especulações e negociações no mercado da bola já começam a afetar os clubes paranaenses. O Coritiba, no caso, foi quem sofreu a baixa mais significativa: em 2013 o clube não contará com Héber Roberto Lopes em seu elenco.

Lincoln: “vou sentir falta de fazer gol impedido e ser validado”

“É com grande pesar que nos despedimos deste grande profissional que tantos títulos levantou pelo clube” – disse o presidente do Coritiba, emocionado, ao Investidor Estrangeiro. “Pra consolo da nação alviverde fica o fato de que estamos fazendo tudo que é possível pra manter no elenco outro membro muito importante, que é o Evandro Rogério Roman”.

Notícias relacionadas:

– Relembre os melhores momentos de Héber no Coritiba narrados por atleticanos http://www.furacao.com/materia.php?cod=38565

– Enquete: quem foi mais ídolo jogando pelo Coritiba – Héber ou Alex?

– Helênicos incluem Héber no time dos 12 melhores jogadores do Coritiba de todos os tempos

Héber concedeu uma entrevista coletiva anunciando sua saída. Com lágrimas nos olhos, prometeu retornar: “vou demorar menos que o Alex pra voltar! Vocês vão ver!” – disse. O clube homenageou seu grande craque com o Troféu Evangelino Neves pelos serviços prestados nesses anos de Coritiba. Além disso, o árbitro também levou como lembrança simbólica um cartão vermelho com os nomes dos jogadores do Atlético que ele já expulsou em sua carreira. O cartão tem 112 quilômetros de comprimento por 13 arrobas de largura e entrou no Guinness.

A redação

Logo após subir para a série A de maneira sofrida e ilegal, com direito a gol nascido em escanteio inexistente, o Atlético envergonhou ainda mais o estado nesta semana. A comitiva da FIFA visitou a cidade e saiu com uma impressão péssima acerca do estádio atleticano.

“Menos de dois anos pra Copa e cês ainda não derrubaram aquela coluna?” – questiona Aldo Rebello

“Fiquei impressionado” – disse Jerome Valcke, homem forte da FIFA, ao conhecer o projeto atleticano. “Me impressiona como uma cidade que tem um estádio tão bonito quanto o Couto Pereira, com mais de 500 projetos prontos pra saírem do papel, indica um estádio que só tem um mísero projeto, sem alternativa nenhuma” – enfatizou.

Notícias relacionadas:

– Valcke sobre o novo teto estaiado da Mauá: “melhor do que teto retrátil!”

– Jerome Valcke embarca pra Campina Grande do Sul para conhecer CT do Coritiba, que irá hospedar seleções

– Valcke descobre que não daria tempo de chegar em Campina Grande do Sul antes da Copa de 2014 e desiste da viagem

E o show de horrores da apresentação curitibana não parou por aí. Os representantes da comitiva foram de ônibus do aeroporto até a Arena e tiveram que pagar duas passagens, pois São José dos Pinhais não é integrada à rede de transporte curitibana. O povo curitibano também decepcionou. Ronaldo teve que ir de pé porque nenhum cidadão ofereceu lugar, mesmo nas vagas preferenciais para obesos. O ônibus também acabou sendo assaltado ao passar pelo Boqueirão e Aldo Rebello, que estava no banco do cobrador, teve que pagar o prejuízo para a URBS.

A redação

Após abandonar a disputa pelo G10 do segundo turno, o Coritiba decidiu começar a investir em novos desafios. Ou melhor: velhos desafios. No dia do aniversário do Couto Pereira, o Coritiba anunciou o desenvolvimento de uma máquina do tempo que permitiu ao clube voltar ao passado, apagar marcas e estabelecer novos recordes pra si.

Carro de Vilson Andrade estacionado no CT de Campina Grande do Sul

No centro de treinamentos de Campina Grande do Sul foi construída na calada da noite, com ajuda de um investidor estrangeiro, uma máquina do tempo. O presidente do Coritiba, Vilson Marty McFly de Almeida percebeu que muito mais fácil do que esperar a temporada que vem para bater recordes seria voltar no tempo e mudar fatos da história para colocar o Coritiba na vanguarda. “Foi uma ideia simples, mas que nos trouxe um belo resultado” – afirmou orgulhoso. O Coritiba já planeja lançar seu novo slogan: “Coritiba: a história nós desconstruímos”.

Notícias relacionadas:

– Alex usa máquina e pede pra voltar no tempo em que era ídolo jogando no Coritiba

– Alex se perde pra sempre no tempo e espaço porque nunca foi ídolo jogando pelo Coritiba

– Torcida volta no tempo para pegar o papel antes dele ser atirado na entrada da Portuguesa

Com a nova máquina, o Coritiba conseguiu dois incríveis feitos. O primeiro foi apagar o recorde de público em seu estádio (que pertencia ao Papa) e se estabelecer como recordista de público do Couto. Para chegar a este resultado, o viajante do tempo contratado pelo Coritiba deu uma camisa do Atlético para o sumo pontífice uma semana antes de sua visita à capital paranaense. Com isto, a torcida coxa-branca se revoltou e não compareceu ao evento, que foi então um fracasso. O segundo feito foi alterar a posição do Coritiba na tabela do brasileirão do ano 2000 e fazer com que ele chegasse a uma semifinal contra o Flamengo. Para isto, o viajante do tempo teve que voltar em 1997 e renovar por três anos os contratos dos jogadores campeões do Festival Brasileiro de Futebol, o que fez com que o Coritiba tivesse no ano 2000 um supertime que chegou longe.

Após fazer esta traquinagem histórica, o Coritiba conseguiu se estabelecer novamente no Guinness como “o primeiro clube a conseguir bater recordes por retroatividade do mundo”.

Mais detalhes sobre o fato no infográfico a seguir: http://www.gazetadopovo.com.br/midia/info_couto_20112012.jpg

A redação

A saída de Marcelo Oliveira do comando técnico do Coritiba não poderia ser mais benéfica para a equipe. Enquanto o ex-treinador está em vias de sair de seu novo clube, o Vasco, o Coritiba não para de melhorar no campeonato e já está na briga pelo título.

Talismã Alex mal chegou e já pode levantar seu primeiro caneco

“Após o anúncio do novo teto de vidro do setor Mauá, nada me deixaria mais satisfeito do que dar esse título para a nação alviverde” – afirmou o presidente do Coritiba, Vilson Caneco Imaginário de Andrade, ressaltando ainda que mesmo que o título não venha só o fato do time já estar no G10 já é uma grande conquista.

Notícias relacionadas:

– Mesmo se for campeão, Coritiba pode ir para a série B pelo desempenho no primeiro turno

 – “Se tivessem avisado a gente no final do primeiro turno, teríamos quebrado o estádio”, diz membro de organizada do Coritiba sobre rebaixamento do primeiro turno

 – Coritiba pode ser o primeiro campeão do segundo turno na história com saldo de gols negativo

 

Caso se concretize a conquista, o Coritiba entrará novamente pro Guinness, desta vez como “o clube que mais conquista títulos e honrarias que não renderam porra nenhuma no mundo”. Faixas já estão sendo preparadas para a comemoração e a torcida já começa a ensaiar os gritos de “fui campeão do segundo turno primeiro!” em provocação ao rival Atlético.