A redação

O Coritiba não para de levar fumo no Campeonato Brasileiro e já se encontra perto da ZC (Zona de Conforto – local onde o Coritiba já está acostumado a transitar nas últimas edições do brasileirão). A situação ruim do time, que já está rendendo ao time o apelido de Leão-de-Chácara (cuidando da porta da zona), já começa a preocupar a diretoria coxa-branca.

Vilson está próximo de apresentar o “Plano W” para a Copa em Curitiba

“Este ano está complicado.” – afirma VRA – “Já anunciamos 4 Novos Coutos, 32 Novos Pinheirões e a conclusão do 3º anel 53 vezes. Nosso estoque de notícias ilusórias pós-derrota já está ficando escasso”. Segundo o dirigente, o clube pretende anunciar amanhã (após um empate com o São Paulo graças à péssima atuação da arbitragem mais uma vez) que o número de sócios subiu para 1,34 bilhão no mundo todo para dar uma animada na torcida.

Notícias relacionadas:

– Se Coritiba anunciar mais um estádio esse ano, entrará para o Guinness

– Rafinha ganha Oscar de melhor ator pela atuação no pênalti marcado contra o São Paulo

– “Estava claramente impedido” – diz o bandeira dos últimos 3 Atletibas sobre o gol do São Paulo

Agora a diretoria do Coritiba vai se reunir com a imprensa local para definir novas estratégias para iludir seu torcedor. Dentre as possíveis ideias estão: lançar notícias sobre dinheiro público investido na Arena, uma entrevista com Marquinhos Santos dizendo que mira no G10 e o retorno do Alex.

Anúncios

A redação

Diante da absurda tentativa da prefeitura de Curitiba de ceder ainda mais títulos de Potencial Construtivo para o Atlético, os vereadores da Câmara Municipal sabiamente decidiram adiar a votação para terem tempo de entender melhor este artifício antes de tomar qualquer atitude. O site Investidor Estrangeiro decidiu então facilitar o entendimento e elaborar uma matéria elucidativa sobre o tema, para não deixar qualquer dúvida de que o Atlético está sendo beneficiado.

Imaginem um terreno grande situado numa região privilegiada, como, por exemplo, o CT da Vila Zumbi. Neste terreno há espaço para construir vários prédios de muitos andares, mas o dono do terreno opta por apenas por construir um departamento médico para o K9 ter onde tratar a patinha lesionada.

Casinha do K9

Agora imaginem outro terreno menor, numa região mais central da cidade. O terreno do Couto Pereira, por exemplo. O dono deste terreno resolve construir, então, um Novo Couto, com 12 anéis. Porém, a lei de zoneamento local só permite que sejam construídos prédios com 2 anéis e meio.

Como resolver esta situação?

Simples: através do Potencial Construtivo.

O dono do terreno que quer construir um Novo Couto compra (com dinheiro próprio ou de um Investidor Estrangeiro) da prefeitura títulos de potencial construtivo oriundos de outro terreno pouco aproveitado (o CT da Vila Zumbi, no nosso exemplo didático). Esses títulos permitem que o construtor do Novo Couto construa um prédio maior do que a lei de zoneamento local permite e, assim, pode tirar seu sonho do papel.

A prefeitura, então, investe o dinheiro do potencial construtivo vendido ao dono do terreno do Couto Pereira em obras de caridade, creches, hospitais e restaurantes populares… Ou estádios de futebol.

Ou seja, traduzindo esta explicação em poucas palavras: a prefeitura está tirando dinheiro da educação, da saúde, da sociedade e até do Coritiba para ajudar o Atlético.

Esperamos que com este post elucidativo e isonômico tenha ficado mais fácil a compreensão por parte dos vereadores de Curitiba.